Visto americano: tipos e regras para aplicar nos EUA

Visto americano: tipos, valor, documentos e etapas para tirar o seu

O visto americano deve ser o primeiro item do seu check list antes de programar uma viagem aos Estados Unidos.

Se você estiver se perguntando por onde começar, quais as etapas e tudo que precisa fazer para solicitar um visto americano, chegou ao lugar certo.

Neste texto, você vai encontrar as informações mais importantes sobre visto americano, seus tipos, quanto custa, como fazer um agendamento, documentos exigidos, validade e renovação.

Siga a leitura até o fim e tire todas as suas dúvidas!

Visto americano: você precisa de um?

Cidadãos de muitos países precisam de visto americano para entrar nos Estados Unidos – e os brasileiros estão nesse grupo.

Um visto é uma autorização concedida pelo país em questão para ingresso e permanência em seu território por um período determinado.

O visto americano para brasileiros é emitido pela Embaixada Americana e seus consulados, localizados em diferentes estados do Brasil, sendo anexado ao passaporte.

O tipo de visto concedido vai depender das atividades que você pretende desenvolver durante a sua viagem, como estudo, turismo, trabalho ou para morar.

Tipos de visto americano

Existem duas categorias de visto americano:

  • Imigrante: para quem deseja fixar residência nos Estados Unidos
  • Não-imigrante: para quem deseja visitar o país de forma temporária.

São mais de 20 tipos de visto, emitidos de acordo com o propósito da viagem, como passeio, negócios, estudos, intercâmbio, trabalho e trânsito.

Abaixo, comentamos sobre os principais.

Acompanhe!

B-1: visto americano para negócios

Esse visto é destinado às pessoas que desejam viajar aos Estados Unidos para realizar negócios.

Dentre os compromissos que justificam o visto americano B-1, estão reuniões com parceiros, participação em conferências ou convenções e transação de contratos, entre outros.

O visto B-1 também atende atletas em competição e trabalhadores domésticos e babás que estejam acompanhando seus empregadores.

Não se aplica quando a atividade de trabalho for remunerada por uma fonte de renda do país ou esteja ligada a empregadores americanos.

B-2: visto americano para turismo

O visto B-2 é destinado para viagens de turismo, férias e lazer.

Dentre as atividades fins da viagem, estão visita a amigos ou parentes, participação em eventos e cursos de curta duração, desde que a capacitação não esteja ligada à obtenção de crédito para diploma.

Ainda, o visto de turismo pode ser concedido para finalidades de tratamento médico.

É possível combinar os vistos B-1 e B-2 conforme o propósito de viagem informado.

Você pode assistir ao vídeo com todas as informações sobre esse tipo de visto no nosso canal do YouTube. É só dar o play:

https://www.youtube.com/watch?v=5KSeSuJTN-Y

C-1: visto americano para trânsito

Esse visto é importante para viajantes cujo destino final não é os Estados Unidos, mas terão conexão internacional no país.

Todos os passageiros brasileiros em trânsito precisam de um visto americano C-1, mesmo que não tenham a intenção de ingressar nos Estados Unidos e estejam apenas de passagem.

Por exemplo, se a sua viagem para as Bahamas tiver conexão em Miami, você vai precisar de um visto C-1, mesmo que não pretenda fazer turismo nos Estados Unidos.

F-1/M-1: visto americano para estudante

Se o objetivo da sua viagem aos Estados Unidos for estudar em uma escola ou universidade para a qual já foi aprovado e é reconhecida pelo serviço de imigração, o seu visto será o F-1/M-1.

O F-1 se aplica a estudantes acadêmicos e de idiomas e o M-1, a estudantes vocacionais para instituições profissionais que não sejam acadêmicas ou de idiomas.

Os estudantes devem preencher o formulário I-20, fornecido pela instituição de ensino.

Preparamos um vídeo com tudo o que você precisa saber sobre visto para estudante.

Assista abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=JQjchMP0Nk8

J-1: visto americano para intercâmbio

Esse visto é voltado para programas de intercâmbio nos Estados Unidos.

A categoria inclui diferentes atividades a serem realizadas por um período pré-determinado, como pós-graduação, professor visitante, pesquisadores, médicos e trainees, dentre outras.

Fique atento: programas de estudos de curta duração se enquadram na categoria B-2.

L-1/H-1B: visto americano para trabalho

Existem diferentes tipos de visto para trabalho, mas os mais comuns para brasileiros são os relacionados à transferência para a mesma empresa nos Estados Unidos (L-1) e os aplicados para profissionais que foram contratados por empresa norte-americana (H-1B).

Ambos são vistos de trabalho temporário e devem ser solicitados pelo empregador.

Outro tipo é o EB-2, que concede ao profissional e sua família residência permanente, mas requer habilidades excepcionais.

Ou seja, você precisa se destacar na sua área de trabalho, apresentar alto grau de experiência e outros requisitos, como pós-graduação.

No nosso canal no YouTube você encontra vários conteúdos em vídeo sobre visto de trabalho.

Veja abaixo um deles:

https://www.youtube.com/watch?v=b-z9x-2Doac

Green Card: visto americano para morar nos Estados Unidos

Este é o desejo de muitas pessoas: morar nos Estados Unidos.

Mas não pense que basta fazer as malas e pegar um avião para viver o sonho americano.

É preciso ter um visto que permita ser residente permanente – e esse é o Green Card, da categoria de imigrante.

O Green Card, no entanto, só é concedido em casos especiais, como casamento com um cidadão ou cidadã dos estados Unidos, por ter pai ou mãe americano, por meio de sponsor (uma empresa solicita ao governo americano o seu Green Card), como investidor ou pelo Green Card Lottery (sorteio).

Com essa autorização, você pode não apenas morar, mas trabalhar e estudar pelo tempo que desejar.

Veja a tabela com todos os tipos de visto para não-imigrantes e para imigrantes no site da Embaixada dos Estados Unidos.

Qual o valor do visto americano?

Agora que você já conhece os principais tipos de visto americano, deve estar se perguntando quanto custa cada um.

São quatro valores conforme diferentes tipos de visto.

Por isso, preparamos a tabela abaixo com as taxas conhecidas como MRV e sua modalidades:

Taxas do Visto Americano (MRV)
(B) Negócios, Turismo, Tratamento Médico
(C) Em trânsito
(D) Membro de Tripulação
(F) Estudante Acadêmico
(M) Estudante Vocacional/Não Acadêmico
(I) Membros da Mídia ou Jornalistas
(J) Visitante de Intercâmbio
(TD/TN) Profissional NAFTA
(T) Vítima de Tráfico
(U) Vítima de Atividade Criminosa
US$ 160 USD
(H) Emprego Temporário ou Estagiários
(O) Pessoas com Habilidade Extraordinária
(P) Atletas, Artistas e Profissionais de entretenimento
(Q) Intercâmbio Cultural Internacional
(R) Trabalhador Religioso
(L) Transferência na mesma empresa
US$ 190 USD
(E1) Negociador por Tratado
(E2) Investidor por Tratado
(E3) Profissional Australiano Especializado
US$ 205 USD
(K) Cônjuge de cidadão americanoUS$ 265 USD

As taxas podem ser pagas por boleto ou cartão de crédito, não são reembolsáveis, são intransferíveis e têm validade de um ano.

Então, fique atento: depois de pagar, mesmo que você desista de tirar o visto, não receberá seu dinheiro de volta.

Taxas adicionais podem ser aplicadas para alguns tipos de visto.

Como tirar visto americano: passo a passo

Chegou a hora de aprender o passo a passo para solicitar o seu visto americano.

Vamos lá?

1. Preencha o formulário DS-160

O primeiro passo é preencher o formulário DS-160 que você pode acessar neste link.

O site aceita apenas os navegadores Internet Explorer 11 ou superior, Firefox e Google Chrome.

O formulário está em inglês e deve ser preenchido no mesmo idioma, mas o site oferece a opção de tradução, o que ajuda no entendimento das questões.

Anote o ID que será informado na tela, bem como a resposta de segurança selecionada, pois precisará mais adiante.

Não esqueça de salvar cada etapa, pois o sistema se desloga após 20 minutos de inatividade. Assim, você evita perder informações já preenchidas.

Antes de enviar, verifique se está tudo correto e imprima a página de confirmação com código de barras.

2. Pague a taxa

Após preencher o formulário, você precisa pagar a taxa de solicitação de visto, chamada MRV.

Para isso, acesse o site do Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto (CASV), crie uma conta (ou faça login se já tiver uma), selecione a categoria de visto e efetue o pagamento usando cartão de crédito ou boleto.

3. Agende sua entrevista

Nesta etapa, você deve acessar a página de solicitação de visto.

Informe como deseja receber seu passaporte e visto após o término do processo e agende seu cadastro no CASV (não é necessário para Porto Alegre) e sua entrevista na Embaixada ou Consulado.

Imprima a página de confirmação do agendamento.

4. Faça a coleta de dados no CASV

Mediante agendamento, você deve comparecer ao CASV escolhido para realizar a coleta de dados biométricos (impressões digitais) e de fotografia.

Leve seu passaporte, a página de confirmação do formulário DS-160 e do agendamento no CASV.

Se pretende solicitar seu visto em Porto Alegre, fique atento: o processo de cadastro e entrevista são realizados em um único dia e no mesmo local, e o solicitante deve levar uma foto 5×7 ou 5×5.

5. Realize a entrevista

entrevista será realizada na embaixada ou no consulado da cidade que você escolheu.

Leve seu passaporte, a página de confirmação do formulário DS-160 (com código de barras), o comprovante de agendamento e fotografia, caso a sua entrevista seja em Porto Alegre.

As perguntas do oficial consular serão baseadas nas informações que você forneceu no formulário de solicitação (o DS-160).

Para o nosso canal do YouTube, preparamos um vídeo especial sobre a entrevista do visto americano.

Veja abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=aunyuhmYQhc

Agora, é só aguardar a entrega do passaporte e do visto (em casa ou com retirada no CASV, conforme sua escolha).

Como fazer o agendamento do visto americano

Ainda está na dúvida sobre como agendar seu visto americano?

Preparamos uma lista com as etapas para te ajudar:

  • Após preencher formulário e pagar a taxa, acesse o site https://ais.usvisa-info.com/pt-br/niv/users/sign_in
  • Faça seu login ou seu cadastro
  • Informe como deseja receber seu visto e passaporte após a entrevista (retirar no CASV ou receber via serviço postal com até três tentativas de entrega)
  • Agende um dia e horário para finalizar seu cadastro em um CASV, com coleta de impressões digitais e fotografia
  •  Agende um dia e um horário para entrevista
  • Se for em Porto Alegre, tanto a coleta de dados quanto a entrevista serão realizadas no mesmo dia e local.

Documentos exigidos para o visto nos EUA

Agora, falta pouco.

Chegou a hora de preparar seus documentos:

  • Passaporte com validade de, pelo menos, seis meses
  • Passaporte anterior com último visto, se for o caso
  • Página de confirmação do formulário DS-160
  • Página de confirmação e de instruções de agendamento
  • Foto 5×7 ou 5X5, colorida, recente (até seis meses) e com fundo branco
  • Certidão de casamento ou de nascimento para o caso de acompanhantes.

Para a entrevista consular, outros documentos podem ser solicitados, caso o oficial ache necessário comprovar o motivo da sua viagem ou que você pretende retornar ao Brasil, por exemplo.

Sendo assim, talvez você precise apresentar comprovação de renda, vínculo com o Brasil (emprego, bens materiais em seu nome), laços familiares e orçamento para cobrir todos os custos durante sua estadia por lá.

Qual a validade do visto americano?

A validade do visto americano varia conforme seu tipo e categoria.

O visto de turista tem validade de 10 anos, já vistos de estudante ou trabalho podem ter validade de acordo com o período de curso ou informado pela empresa.

Por fim, o Green Card é permanente.

No entanto, é preciso atender algumas regras, como não ficar mais de 6 meses fora dos Estados Unidos sem antes avisar ao governo americano e informar seu novo endereço no país cada vez que se mudar.

Como funciona a renovação do visto americano

Para quem já possui um visto americano, é possível renová-lo com um processo mais simples, sem entrevista.

Para isso, seu visto deve ainda ser válido ou ter expirado há menos de 48 meses.

Nesse caso, você deve preencher o formulário DS-160, imprimir a solicitação de confirmação, pagar a taxa e agendar data para entrega dos documentos.

O oficial consular pode exigir uma entrevista se achar necessário.

E então, pronto para solicitar seu visto americano?

No blog da Imigrefácil você encontra tudo sobre assuntos de imigração nos Estados Unidos.

Acompanhe nossos conteúdos e fique bem informado.