Visto de trabalho nos EUA: como conseguir?

Visto de trabalho nos EUA: tudo sobre imigração baseada em emprego

Conseguir um visto de trabalho nos EUA é o sonho de brasileiros que escolhem a maior economia do mundo para viver.

Se você compartilha dessa meta, vai gostar do conteúdo que preparamos.

A partir de agora, vamos responder a todas as principais dúvidas sobre trabalhar nos Estados Unidos.

Já adiantamos que o caminho não é fácil, mas não desanime.

Siga a leitura e veja como atender às exigências para a obtenção do visto de trabalho.

Como conseguir visto de trabalho nos EUA?

O visto de trabalho nos Estados Unidos só pode ser solicitado pelo futuro empregador, mesmo que o profissional ainda esteja no Brasil.

Além disso, a empresa que o fizer deverá apresentar um certificado atestando que não há trabalhadores norte-americanos com as qualificações para o cargo.

Para isso, ela deverá utilizar o formulário I-140 junto ao United States Citizenship and Immigration Services (USCIS).

Cabe ressaltar que os únicos casos em que o pedido pode ser feito pelo próprio imigrante são os de investidores e trabalhadores prioritários.

Também podem fazer requisição própria imigrantes especiais e os que são agraciados no programa de loteria de vistos de diversidade.

6 perguntas e respostas sobre o visto para trabalhar nos EUA

Considerando as determinações da embaixada norte-americana, o primeiro passo para conseguir um visto de trabalho nos EUA é ter um posto de trabalho assegurado.

Ou seja, você pode participar de um processo seletivo ainda no Brasil, ser aprovado e, então, ter seu visto encaminhado pelo futuro empregador.

Mas há casos especiais, como ocorre com os brasileiros que vão para estudar e conseguem trabalho por lá.

Para tirar todas as suas dúvidas, comentamos nesta seção de perguntas e respostas sobre regras específicas que você pode observar.

Como funciona o visto de trabalho nos EUA?

O visto de trabalho nos EUA nada mais é do que a permissão emitida pelo governo dos Estados Unidos, autorizando a entrada e permanência do imigrante para fins profissionais.

Dessa forma, trata-se da única forma legal de entrada no país para trabalho, devendo ser solicitada por intermédio da embaixada dos Estados Unidos.

É fundamental que, antes de fazer o pedido, o solicitante saiba como ele se enquadra nas regras norte-americanas de imigração.

Isso porque existem diversos tipos de visto, cada um atendendo a casos específicos.

No caso do visto de trabalho, como vimos, temos o formulário I-140 e outras situações peculiares, que vão demandar documentação e procedimentos próprios.

Qual tipo de visto para trabalhar nos EUA?

Para brasileiros, os dois principais tipos de visto de trabalho para os Estados Unidos são o visto L-1 e o H-1B.

O primeiro é destinado a todos os profissionais que estejam sendo transferidos do Brasil para os Estados Unidos por uma mesma empresa.

Nesse grupo, se encontram pessoas que trabalham em multinacionais e empresas offshore, por exemplo.

O prazo de validade costuma ser de um ano, mas pode ser prorrogado por até sete anos.

Já o visto H-1B é para os brasileiros que, estando no Brasil, foram contratados por uma empresa norte-americana.

Essa empresa, por sua vez, também deverá cumprir toda uma série de procedimentos, como vimos anteriormente.

Sua duração é de até 3 anos, podendo ser renovado por, no máximo, até 6 anos.

Em ambos os casos, a forma legal de estender a permanência nos EUA é iniciando um pedido de aquisição do Green Card.

Posso trabalhar com visto de turista nos EUA?

Oficialmente, ninguém pode exercer qualquer tipo de atividade remunerada em território americano sem contar com um visto específico para trabalho.

Em relação aos vistos de turismo, os mais comuns são o B1 e B2, emitidos para quem viaja a lazer, férias ou para tratamento médico.

Existem, ainda, vistos de turismo especiais, como o B-1 (não é o mesmo que o B1), específico para babás e domésticas que viajam acompanhando seus empregadores.

Outro visto de turismo especial relativamente comum é o J-1, emitido para estudantes, professores, médicos e pesquisadores em programas de intercâmbio.

Como mudar o visto de turista para trabalho nos EUA?

Embora seja rigoroso com os procedimentos para obtenção de visto para trabalho, o governo dos EUA é sensível ao que acontece na vida real.

Por isso, ele permite, em casos especiais, que o turista possa mudar a natureza do seu visto, por meio do “adjustment of status”.

Contudo, no caso do visto para turista, essa alteração só é prevista quando ele passa para a categoria de estudante americano, cujo código é o F-1.

A alternativa, nesse caso, seria pedir uma nova alteração, desta vez de estudante para visto de trabalho, na categoria EB-3, por exemplo.

Mas atenção: essa é uma condição bastante específica e só deve ser considerada por quem pretende trabalhar conforme as restrições impostas aos estudantes, como veremos mais à frente.

Quanto tempo posso ficar nos EUA com visto de trabalho?

A duração dos vistos profissionais varia, dependendo da função exercida e do tipo de contrato de trabalho.

Como vimos, para o tipo mais comum de visto, o H-1B, o prazo padrão é de 3 anos, podendo ser estendido para o dobro desse tempo, se necessário.

Um aspecto importante a se destacar sobre esse visto é que, para sua emissão, o trabalhador precisa ter nível superior.

Visto de estudante permite trabalhar nos EUA?

Sim, em certos casos, é permitido ao estudante exercer atividade remunerada enquanto está nos Estados Unidos.

No caso dos portadores de visto F-1, é exigido que o trabalho seja realizado dentro do campus da instituição de ensino no primeiro ano.

A partir do segundo ano, é permitido trabalhar por até 20 horas no período letivo e outras 40 enquanto estiver de férias.

Para trabalhar em funções fora do campus, é necessário obter uma permissão do tipo “work permit”, para a qual é preciso comprovar a impossibilidade de obter um emprego dentro do campus.

Um aspecto importante a salientar é que, para estudantes de idiomas, as possibilidades de trabalho não são as mesmas.

Nesse caso, é preciso ficar atento, porque as escolas de idiomas não fornecem o chamado Treinamento Prático Opcional (OPT), que é a porta de entrada para trabalhar como estudante.

Temos um conteúdo completo sobre como trabalhar nos Estados Unidos com visto de estudante. Não deixe de conferir também!

E como você viu ao longo deste texto, o visto de trabalho nos EUA demanda tempo e trabalho para ser conquistado.

Agora, você tem informação segura para iniciar o planejamento para viver o sonho americano.

Para ler conteúdos tão úteis quanto este, não deixe de acompanhar as atualizações no blog da Imigrefácil, sua fonte confiável de informação sobre imigração para os Estados Unidos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *