Universidade nos EUA: conheça as melhores opções

Cursar o ensino superior nos Estados Unidos é o sonho de muitos estudantes brasileiros . Isso ocorre porque o país possui um sistema educacional de qualidade. Além disso, conta com mais de 4 mil instituições espalhadas pelo seu território. Porém, devido a toda essa variedade, escolher a melhor universidade nos EUA pode ser uma tarefa complexa.

Ademais, em razão das representações midiáticas, muitos jovens acreditam que somente as faculdades Ivy League são boas. Entretanto, isso não é uma verdade e existem algumas universidades renomadas que não integram essa lista. Um bom exemplo é a Georgetown University, localizada em Chicago.

Portanto, este artigo te ajudará a saber qual universidade nos Estados Unidos melhor se adequa ao seu perfil. Para conseguir atingir esse objetivo, vamos abordar algumas das instituições de ensino que apareceram em no ranking da Forbes.

As melhores universidades nos EUA segundo a revista Forbes

Antes de comentar sobre as universidades, é importante destacar os critérios usados pela Forbes. Ao produzir o seu ranking, a revista leva em consideração fatores internos e externos à instituição de ensino.

Portanto, é possível citar que entre os fatores internos a satisfação dos estudantes é primordial para um bom posicionamento. Além disso, os custos anuais também são analisados, bem como as taxas de dívidas dos frequentadores da instituição.

Quando se pensa no âmbito externo, existem dois pontos levados em conta pela Forbes:

1) A quantidade de prêmios ganhos pelos alunos de uma universidade, que opera como um medidor de sucesso;

2) A inserção no mercado de trabalho, que comprova a eficiência da formação obtida pelos discentes;

Logo, tudo isso deve ter um peso na sua escolha, visto que refletirá diretamente no seu futuro. Caso você tenha dúvidas a respeito de como conseguir um emprego nos EUA, o nosso e-book sobre o assunto pode ajudar a solucioná-las!

Universidade de Stanford

Fundada em 1891 e situada no estado da Califórnia, a Stanford ocupou a primeira posição do ranking das melhores universidades dos EUA feito pela revista Forbes em 2020. Atualmente, a instituição conta com 16 mil alunos em seu corpo discente e possui custo anual de US$ 58 mil.

É importante destacar que estudar em Stanford pode ser particularmente uma boa opção se você possui interesse em empreendedorismo. Isso ocorre graças à proximidade com o Vale do Silício. Além disso, vários fundadores de companhias importantes estudaram em Stanford.

Assim, essa universidade é considerada uma das grandes responsáveis pela internet como a conhecemos hoje. Na década de 1970, Standford já estava vinculada a projetos que visavam a criação de uma rede integrada de computadores. Se inovação é o que você procura, com certeza encontrará nos corredores dessa universidade.

Universidade de Pomona

Embora não seja tão conhecida, a Universidade de Pomona ocupou o segundo lugar no ranking da Forbes.

Localizada na Califórnia, ela foi fundada em 1887 e conta com um corpo discente pequeno de apenas 1,6 mil estudantes. Em termos de custos, os valores são próximos de Stanford. Então, cada ano cursado em Pomona tem valor médio de US$57 mil.

É importante destacar que estudar em Pomona é interessante para quem pensa em cursar algo no campo da arte. A instituição é considerada uma das melhores do país esse âmbito. Além disso, oferece uma série de possibilidades de pesquisa e trabalho na região de Claremont.

Universidade de Princeton

Princeton foi a primeira das oito Ivy Leagues a aparecer na lista da Forbes em 2020. Posicionada no terceiro lugar, a universidade é sinônimo de tradição e foi fundada em 1796. Atualmente, ela possui 8 mil alunos no seu corpo discente e possui custos anuais de US$ 54 mil.

Em termos de universidades nos Estados Unidos, Princeton é a quarta mais antiga. Assim, ela conta com vários nomes notórios entre os seus antigos estudantes. Além disso, é possível ressaltar que 38 ganhadores do prêmio Nobel estudaram nessa universidade. Entre eles, merece destaque John F. Nash, matemático retratado no filme “Uma Mente Brilhante”.

Outro ponto interessante a respeito dessa universidade é o fato de que 98% dos seus estudantes vivem no campus. O alojamento é assegurado a todos ao longo do curso e os alunos são distribuídos em seis dormitórios. Tudo isso facilita o acesso às atividades extracurriculares promovidas por Princeton, que são numerosas.

Universidade de Yale

A quarta posição do ranking da Forbes é ocupada por Yale, que também está entre as Ivy Leagues. Ainda mais antiga que Princeton, a universidade foi fundada em 1701 e se localiza no estado de Connecticut. Entretanto, é importante destacar que se trata da instituição mais cara presente nesta lista, com custos anuais de US$59 mil.

Entre os frequentadores ilustres, é possível destacar 5 ex-presidentes dos Estados Unidos e mais de 60 ganhadores do Nobel. Além disso, a universidade oferece 14 escolas diferentes , cujos focos variam bastante. Assim, você poderá encontrar em Yale programas focados em áreas que vão das humanidades à teologia.

Por fim, vale citar que apesar dos altos custos para estudar em Yale, atualmente a universidade oferece programas de auxílio. 51% dos estudantes recebem esse tipo de ajuda, facilitando a sua permanência.

Como se candidatar a uma universidade nos EUA?

Uma dúvida de muitas pessoas está ligada à como conseguir uma vaga nas universidades nos EUA. Isso ocorre por causa dos processos seletivos completamente diferentes do que estamos acostumados no Brasil. Entretanto, apesar de alguns critérios individuais, todas as universidades do país possuem um padrão similar.

Nesse sentido, é possível citar que o candidato precisará atender às seguintes especificações:

1) Valorização do perfil de cada estudante;

2) Valorização das atividades extracurriculares;

3) Preenchimento de questionários (Application Forms, saiba mais aqui);

4) Testes padronizados, como o SAT (similar ao ENEM);

5) Testes de idiomas (como TOEFL e IELTS);

6) Ensaios pessoais contando a sua trajetória como estudante;

7) Histórico escolar;

8) Cartas de recomendação (sejam de professores ou de outras pessoas que te conhecem bem);

9) Entrevista com a banca examinadora;

Em resumo, esse é o processo para se candidatar a uma universidade nos EUA. Continue acompanhando nossos conteúdos para saber mais!