Como realizar o sonho de fazer mestrado nos EUA

Mestrado nos EUA

Fazer um mestrado nos EUA é o desejo de muitos brasileiros que querem se destacar no mercado profissional, acrescentar mais conhecimento e experiência ao currículo ou ingressar na vida acadêmica.

Essa é também uma excelente oportunidade de morar legalmente em solo americano por um determinado tempo e experimentar como é a vida e o dia a dia por lá.

Neste texto, mostraremos como funciona o mestrado nos EUA, uma média de valores e duração, além de dicas para se preparar e conquistar uma vaga na universidade dos seus sonhos.

Também vamos falar sobre bolsas de estudos, opções de cursos e instituições e qual o melhor visto para fazer mestrado nos EUA.

Brasileiro pode fazer mestrado nos EUA?

É totalmente possível para um brasileiro fazer mestrado nos EUA.

Claro que há certas etapas que você precisa percorrer e requisitos que deve cumprir para conquistar tanto uma vaga no programa de pós-graduação desejado quanto o visto adequado para esse objetivo.

Além disso, você precisa se planejar financeiramente para arcar com os custos do curso e da sua estadia fora do Brasil durante os anos de estudo na terra do Tio Sam.

Antes mesmo de começar a aplicar para vagas e de solicitar seu visto, é importante entender como é e quais são as principais características de um programa de mestrado nos EUA.

Assim, você poderá tomar a decisão de fazer as malas e viver o sonho americano com a certeza de que é o caminho certo a trilhar.

Como funciona o mestrado nos EUA

Existem diferentes tipos de mestrado nos EUA, dentre acadêmicos e profissionais.

Os mestrados acadêmicos seguem a proposta das graduações e dão liberdade para escolher uma gama diversificada de disciplinas eletivas, além das obrigatórias.

Desta forma, você pode construir parte da sua trajetória acadêmica com módulos que sejam de interesse e estejam relacionadas ao tema de estudo, desenvolvendo um conhecimento mais abrangente de sua área em um nível avançado.

Esse tipo de programa inclui uma pesquisa substancial e uma dissertação.

Os mestrados profissionais proporcionam habilidades vocacionais e treinamento técnico específico para determinadas carreiras.

Esses programas têm menos liberdade de escolha de disciplinas, com poucos módulos eletivos, e um programa mais rigoroso de treinamento, garantindo que seus estudantes adquiram as competências específicas estipuladas por sua profissão.

Em muitos casos, a dissertação dá lugar a um estágio formal em uma organização ou empresa relevante para adquirir conhecimento e experiência.

Quanto custa um mestrado nos EUA?

O custo de um mestrado nos EUA varia conforme fatores como universidade, estado, especialidade, o tempo de duração, se totalmente presencial, à distância ou híbrido, dentre outros.

Em universidades públicas, os programas tendem a ser mais acessíveis do que nas privadas.

Segundo o site Education Data, os valores podem ficar entre US$ 30 mil e US$ 120 mil, e a média de gastos durante todo o programa fica em US$ 66,3 mil.

Se olharmos apenas para universidades públicas, o custo será de cerca de US$ 45 mil.

Já em instituições privadas, fica em torno de US$ 81,1 mil.

Quanto tempo dura um mestrado nos EUA? 

Um programa de mestrado nos EUA dura em média dois ou três anos, mas alguns podem ser mais rápidos.

A maioria requer cerca de 30 créditos, além do tempo de estudo, sendo que os cursos mais aprofundados exigem até mais.

5 dicas para fazer mestrado nos EUA 

Existem algumas etapas e pré-requisitos que você deve atender para fazer seu mestrado nos EUA.

O ideal é iniciar no mínimo um ano antes da sua data pretendida para começar a estudar.

Então, veja essas 5 dicas para facilitar seu processo de ingresso na pós-graduação americana:

Planeje-se 

Em primeiro lugar, planeje-se com antecedência, já que a seleção das universidades americanas é longa e criteriosa.

Para garantir que os alunos entrem no programa de pós-graduação certo, as instituições dedicam muito tempo e esforço ao processo de admissão, com muitos passos a serem cumpridos, e isso quer dizer que você terá que fazer o mesmo.

O planejamento também deve ser financeiro, afinal, com um visto para fazer mestrado nos EUA você estará autorizado a estudar e não poderá aceitar nenhuma oferta de emprego.

Na maioria das vezes, você poderá ter um trabalho de meio período, com no máximo 20 horas por semana, geralmente dentro do campus.

Por isso, informe-se sobre bolsas de estudos.

Pesquise

Conhecer bem as universidades e seus programas de mestrado faz parte do planejamento.

Afinal, você não vai dedicar tempo, esforço e dinheiro para ingressar em um curso para só depois descobrir que não era o que esperava.

Visite os sites das instituições, informe-se sobre os currículos dos cursos, o tipo de programa e confira se eles proporcionam oportunidades de ganhar experiência com treinamento ou estágio.

Conheça os prazos

Durante suas pesquisas, observe os períodos de inscrição e matrícula em cada universidade e tenha em mente que pode levar algum tempo para reunir todos os documentos necessários.

Afinal, se você não enviar sua inscrição para o mestrado nos EUA dentro do prazo, terá que aguardar o próximo período disponível.

Esteja atento também ao tempo de conclusão do curso para garantir que esteja alinhado aos seus objetivos profissionais e seu orçamento.

Prepare sua inscrição

A admissão em um programa de pós-graduação americano requer muito estudo e um perfil acadêmico impressionante, com excelentes níveis educacionais.

Ou seja, suas notas na graduação devem ser altas e você terá que apresentá-las com seu histórico acadêmico completo e detalhado, demonstrando sua performance, desempenho e relevância para o mestrado ao qual é candidato.

Chamado de “academic transcript”, também inclui diplomas, certificados ou qualificações que você obteve e, claro, deve estar em inglês.

Por falar no idioma, você também deve ter proficiência com um teste reconhecido, como TOEFL ou IELTS.

Você também deve apresentar duas ou três cartas de recomendação, de professores ou chefes, sobre suas características pessoais, habilidades, conhecimento, experiência e personalidade.

Além das referências, é preciso redigir uma carta de apresentação e declaração de propósito, destacando por que escolheu tal programa e universidade, suas qualidades como candidato e seu potencial como estudante de mestrado.

Algumas universidades podem exigir também um currículo com sua experiência profissional.

Por fim, alguns programas podem solicitar testes de admissão que avaliam habilidades gerais, como raciocínio abstrato, integrado e verbal, resolução de problemas, redação analítica e pensamento crítico, como GRE, GMAT, LSAT e MCAT.

Após essas etapas, se você for selecionado, poderá passar por uma entrevista.

Solicite o visto

Essa é uma etapa tão importante quanto ser aceito na universidade desejada.

Afinal, de nada adianta ingressar no programa e não poder comparecer às aulas por não ter autorização para viajar aos EUA.

Então, após ter o OK da sua inscrição no mestrado, escolha o visto mais adequado para você e comece o processo consular.

Como conseguir bolsa de mestrado nos EUA 

Existem muitas formas de conquistar uma bolsa para fazer mestrado nos EUA, com financiamento parcial ou até mesmo integral.

Você pode:

  • Tentar diretamente com a instituição onde pretende estudar
  • Aplicar para programas internacionais, como o da Fulbright
  • Solicitar em organizações governamentais, como o Education USA.

Há diferentes tipos, como bolsas para atletas, por mérito ou para trabalho no campus, então escolha a que melhor se enquadra ao seu perfil e trará mais chances de aprovação.

Você pode precisar:

  • Fornecer detalhes sobre o programa que deseja cursar
  • Declarar os motivos de você ser a pessoa certa para a bolsa
  • Demonstrar evidências de que precisa da ajuda financeira
  • Apresentar históricos acadêmicos, referências ou até propostas de carreira.

Opções de mestrado nos EUA para brasileiros

Você pode escolher entre vários programas de mestrado nos EUA nas mais diferentes áreas, de negócios, artes e saúde até inteligência artificial e segurança cibernética.

Há muitos tipos de universidades, como públicas e privadas, as que integram a Ivy League, as que estão nas primeiras posições de ranking mundiais ou outras menos conhecidas, mas igualmente qualificadas.

Para escolher, você pode usar critérios como reputação, mensalidade, requisitos de seleção, localização, apoio ao estudante estrangeiro.

São mais de 4 mil instituições de ensino superior credenciadas nos EUA e, segundo rankings como THE e QS, as mais conceituadas mundialmente são:

  • California Institute of Technology (Caltech)
  • Harvard
  • Stanford
  • Massachusetts Institute of Technology (MIT)
  • Princeton
  • University of California, Berkeley
  • Yale
  • University of Chicago
  • Columbia
  • Johns Hopkins University
  • University of Pennsylvania (UPenn).

Se deseja escolher dentre as instituições que compõem a Ivy League, são elas:

  • Brown
  • Columbia
  • Cornell
  • Dartmouth College
  • Harvard
  • UPenn
  • Princeton
  • Yale.

Qual o visto para mestrado nos Estados Unidos? 

Como vimos anteriormente, além de ser aceito em um programa de mestrado nos EUA, você precisa ter um visto aprovado para realizar seus estudos por lá.

Existem diferentes tipos de visto, como F-1, J-1 e M-1, e antes de solicitar o seu, você precisa definir qual é o mais adequado para os seus objetivos.

Para um programa de pós-graduação completo nos EUA, você vai precisar do visto de estudante.

Mas se pretende fazer um mestrado sanduíche, cursando parte no Brasil e parte no exterior, vai precisar de um visto de intercâmbio.

Uma ótima forma de conhecer o visto mais adequado para o seu perfil é com o Vistômetro, ferramenta que analisa todas as possibilidades e calcula suas chances de conquistar cada um.