Visto EB1: tudo sobre essa permissão de trabalho nos EUA

Se você sonha em morar nos Estados Unidos e é um profissional extraordinário, talvez o visto EB1 seja a sua chance de conquistar o desejado Green Card.

Mas não são todos os profissionais que se qualificam para um visto EB1, por isso, leia este artigo até final para saber quais são os requisitos, como conseguir um e quanto custa.

Visto EB1: o que é?

O visto EB1 é um visto de imigrante, emitido para autorizar profissionais de destaque a trabalhar e morar nos EUA de forma permanente.

Ele se aplica para profissionais de habilidades extraordinárias nas ciências, artes, educação, negócios ou atletismo e que desejam atuar na área nos Estados Unidos.

Também serve para professores e pesquisadores com destaque internacional no seu campo acadêmico e que desejem atuar no ensino superior americano.

Por fim, executivos de multinacionais no Brasil que desejam prestar serviços para a mesma empresa nos EUA também podem aplicar para o visto EB1.

Visto EB1, EB2 e EB3: qual a diferença?

Antes de prosseguirmos, vamos explicar a diferença entre o visto EB1 e as categorias EB2 e EB3.

EB quer dizer “Emplyment-based”, ou seja, visto baseado em emprego, enquanto o número 1 indica a preferência desse profissional em relação às demais categorias EB.

O visto EB2 é de segunda preferência e é destinado a profissionais com diploma avançado, habilidades excepcionais em ciências, artes ou negócios e de interesse nacional para os EUA, de forma a colaborar com a economia, cultura ou educação.

Já o EB3 é para profissionais com no mínimo dois anos de experiência e treinamento, com bacharelado nos EUA ou equivalente no exterior, ou que realizam atividades para as quais não há trabalhadores qualificados nos EUA.

No nosso canal do YouTube você encontra diversos vídeos sobre trabalho nos EUA, como este sobre sponsor:

Quais são os requisitos do visto EB1

Profissionais que almejam o visto EB1 devem atender certas exigências e apresentar documentos que comprovem tais requisitos.

Dentre os documentos necessários estão passaporte, oferta de emprego na maioria dos casos, formulários I-140 e DS-260, laudos médicos, comprovante de vacinação, carta do empregador anterior e fotografia 5×7.

Habilidades extraordinárias

Não precisam ter oferta de emprego, mas devem fornecer evidências de conquista única, como Pulitzer, Oscar, medalha olímpica ou comprovar ao menos 3 dos 10 critérios a seguir:

  1. Recebimento de prêmios menos conhecidos
  2. Filiação em associações para membros com realizações excepcionais
  3. Publicações sobre o profissional em grandes veículos
  4. Convite para avaliar o trabalho de outros profissionais
  5. Contribuições científicas, acadêmicas, artísticas, atléticas ou comerciais de grande importância na área
  6. Autoria de artigos acadêmicos em publicações profissionais, comerciais ou de comunicação
  7. Exposição dos trabalhos artísticos
  8. Liderança em organizações distintas
  9. Alta remuneração em relação a outros profissionais da área
  10. Sucesso comercial nas artes cênicas.

Professores e Pesquisadores de destaque

Devem ter, no mínimo, três anos de experiência, comprovar oferta de emprego nos EUA e atender a pelos menos 2 dos 6 critérios:

  1. Recebimento de prêmios importantes ou por conquistas excepcionais
  2. Filiação a associações que exigem realizações excepcionais de seus membros
  3. Publicações escritas por terceiros sobre seu trabalho no campo acadêmico
  4. Participação como jurado sobre o trabalho de outros profissionais da mesma área
  5. Contribuições científicas ou acadêmicas originais
  6. Autoria de livros ou artigos acadêmicos em periódicos internacionais.

Ainda, o empregador deve comprovar que emprega ao menos três pesquisadores em tempo integral.

Gerentes ou executivos de multinacionais

Neste caso, todas as exigências devem ser atendidas:

  • O profissional deve ter trabalhado pelo menos por um ano nos três anteriores à solicitação de visto EB1
  • Deve ter uma oferta de emprego nos EUA para cargo similar
  • O empregador deve estar em atividade nos EUA há pelo menos um ano, como pessoa jurídica, e ter relação comercial com a empresa onde o profissional atuava antes.

Como conseguir o visto EB1: passo a passo

Para conseguir um visto EB1, além de atender aos critérios já mencionados, é preciso seguir algumas etapas, que envolvem tanto o profissional quanto o empregador.

Empregador

A empresa que pretende contratar o professor, pesquisador, gerente ou executivo de multinacional estrangeiro deve preencher o formulário I-140.

Como parte do processo de inscrição, o empregador deve ser capaz de demonstrar capacidade contínua de pagar o salário oferecido.

Se aprovada a petição de trabalhador estrangeiro, começa a segunda fase, dessa vez por parte do profissional.

Profissionais de habilidades extraordinárias podem encaminhar o formulário I-140 por conta própria.

Profissional

Após aprovação da primeira etapa iniciada pela empresa, o profissional que busca o visto EB1 deve preencher o formulário DS-260, realizar exames médicos e vacinas (caso necessário).

Ainda, deve enviar os documentos solicitados e comparecer à entrevista na Embaixada do Brasil.

Veja no nosso canal do YouTube sobre os principais fatores de aprovação e reprovação dos vistos de imigrante:

Qual o valor do visto EB1 nos EUA?

A taxa referente à etapa um, do formulário I-140, é de US$ 700.

Há ainda taxas da etapa dois, de US$ 345 e de US$ 120, além de custos com exames médicos.

E então, você se encaixa no perfil do visto EB1?

Saiba tudo sobre imigração e vida nos EUA com os conteúdos da Imigrefácil.