Green Card por casamento: entenda como funciona

Apesar de ser um processo burocrático e que exige inúmeras etapas, há várias probabilidades de conseguir um Green Card.

Seja por trabalho, parentesco ou casamento, todas as chances envolvem a apresentação de muitos itens. Como documentos, formulários, taxas e, até mesmo, a presença em entrevistas.

Por isso, se você vai se casar e precisa pedir o seu, é preciso ficar por dentro de todos os detalhes. Pegue papel, caneta e anote tudo o que você precisa saber.

O que é o Green Card por casamento?

O Green Card por casamento garante ao estrangeiro a possibilidade de morar definitivamente nos Estados Unidos. Para isso, claro, é preciso se casar com um americano.

Dentro deste cenário, é possível lidar com duas hipóteses. A primeira é a pessoas que se casam com um americano. A segunda é a das pessoas que viajam para os Estados Unidos e acabam se casando com um nativo.

A imigração, obviamente, faz perguntas, visitas e tem acesso aos documentos do casal. Tudo para investigar muito bem os cônjuges, a fim de evitar casamentos de fachadas só para receber o Green Card.

Dessa maneira, sendo totalmente legítimo, o prazo de aprovação leva de três meses a dois anos. Ainda assim, o tempo pode variar dependendo do mês em que foi solicitado o pedido de ajuste de status. Funcionando como uma fila.

Depois de aprovado, o Green Card valerá como provisório por dois anos. E, após esse período, você precisará renovar para um definitivo que tem a duração de dez anos.

Por outro lado, quando ocorre a descoberta da fraude, o estrangeiro é deportado e impedido de voltar ao país. Ao passo em que o cidadão americano responderá judicialmente pelo crime.

Como conseguir o Green Card por casamento?

Para dar entrada no processo há duas possibilidades. Conheça cada uma delas abaixo:

A primeira possibilidade de casamento com um americano

Se você viajou com outro visto e resolveu se casar com um americano, fique atento. É preciso solicitar o seu Green Card após o casamento civil e se ligar à validade e tempo de permanência.

Para tal, informe ao USCIS de que o casamento ocorreu pelo formulário I-130. Esta é a petição para comprovar que vocês são casados legalmente e precisará ser enviado com o pagamento da taxa. Além disso, devem ser anexadas as cópias de documentos pessoais do casal, tais quais:

– Comprovações de condições financeiras;

– Certidão de casamento;

– Provas de que o casamento é legítimo.

Ademais, deverá ser enviado mais um item. O formulário I-485, que deve ser assinado pelo imigrante e serve para solicitar o ajuste de status. Por ele, é cobrada outra taxa e é preciso enviar documentos civis, pessoais e do relacionamento.

É possível que você envie também os formulários I-765 e o I-131. Eles autorizam que você comece a trabalhar e que faça viagens para fora do país, respectivamente. Os dois não têm taxas e podem ser enviados juntos com o I-485.

Contudo, a saga dos formulários não acaba por aí. Depois desses, o I-944 deve ser enviado pelas duas partes. Uma vez concluído, o USCIS enviará uma carta com a data para a realização da biometria do remetente do I-485. E, claro, marcará uma entrevista com o casal.

Nessa parte, será confirmada a legitimidade do casamento, por meio de perguntas pessoais com os dois juntos e/ou separados. Estejam prontos para esta etapa.

A segunda possibilidade de casamento com um americano

Se você está no Brasil e irá aos país para se casar com um nativo, preste atenção. É preciso solicitar o visto de noiva, chamado de K-1.

Nele, o próprio cidadão americano irá fazer a solicitação pelo formulário I-129F. E isso vai informar que o nativo está solicitando que a outra parte vá ao país a fim de se casar.

Ele deve baixar o formulário no site do USCIS e enviar junto com o pagamento de uma taxa. Depois que o processo for aprovado, o órgão enviará um pedido ao National Visa Center.

Então, o imigrante deverá fazer um cadastro no Centro de Aplicação Eletrônica Consular. Lá, ele irá preencher o formulário chamado DS-160 e pagar uma taxa para agendar uma entrevista.

Dez dias antes da realização desta etapa, é necessário realizar um exame médico. Logo, não esqueça de levar documentos originais e cópias, bem como as provas do seu relacionamento.

Por fim, a entrevista é feita no consulado americano presente no seu estado. E, apenas após esse processo, você saberá se está permitido ou não viajar para se casar.

Qual a importância desse documento para os imigrantes brasileiros?

O documento dá direitos e deveres iguais aos dos cidadãos estadunidenses. Por exemplo, pagar impostos, trabalhar, alugar propriedade e estudar, bem como usufruir dos serviços públicos e de praticamente quase todos os mesmos direitos de quem nasceu no país.

Ainda assim, ele impossibilita que você vote, se eleja a um cargo público e exija que você respeite as leis locais. Além disso, para os homens de 15 a 18 anos, torna-se obrigatório o alistamento militar.

No mais, você não precisará se preocupar com mais nada. Afinal, estará legalmente no país. Basta realizar uma renovação do seu Green Card a cada dez anos. E, acima de tudo, notificar a imigração se precisar se ausentar por mais de um ano.